Devocionais

Regra de Ouro

“Eis o que diz: “Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas”. (Mateus 7:12)

Desde muito cedo eu já ouvia atentamente aos ensinamentos e conselhos dos mais velhos. Única criança no meio de adultos me fez crescer observando e aprendendo tudo com eles, o que é bom e ruim. Ruim porque passei a vida inteira pedindo irmãos para os meus pais, longa conversa que outro dia entro em detalhes, mas bom porque me tornou uma pessoa mais observadora e apesar de ter cometido os meus próprios erros aprendi a não quebrar tanto a cara observando o aprendizado no erro dos outros.

Isso não me fez perder a infância que ao meu ver foi muito bem vivida e aproveitada, mas me fez ser mais obediente e temerosa com as consequências que poderiam surgir se eu fizesse algumas escolhas das quais já tinha observado que para outros trouxeram consequencias graves. E desde muito cedo eu fui ensinada a fazer o que é certo e a agir conforme o que eu falava, a ter palavra e viver de acordo, principalmente pelo exemplo que eu tinha dentro de casa.

Como uma boa assembleiana de berço, meus pais acabaram me colocando em um colégio cristão para evitar essas “festinhas” que tem nas escolas por aí, afinal eu não participava de nenhuma delas e agradeço aos meus pais por essa escolha. A escola em que estudei ela prezava muito em ensinar sobre Cristo e a obedecer os mandamentos e a palavra de Deus e como já dito em algumas publicações anteriores eu tinha aula de religião.

Uma coisa a qual eu amava na minha escola e que senti falta no cursinho e nas faculdades é que sempre na primeira aula, antes de começar qualquer matéria os professores faziam o devocional e oravam conosco. Me lembro que na terceira série, hoje quarto ano, nós éramos meio abobados e provocavámos uns aos outros e irritávamos até alguém brigar ou chorar. Então a professora nos ensinou a regrinha dos 3 “não gostei” e no quarto seria levado a reclamação à ela.

Isso foi feito para nos ensinar a ser mais responsáveis e saber lidar com os nossos problemas ao invés de na primeira provocação ficar de “mimimi” e encher a professora de reclamaçõezinhas. Quando ela nos ensinou essa regrinha ela falou uma frase que me marcou até hoje. Ela disse exatamente assim: “Não faça aos outros o que você não quer que façam com você!“. Na minha cabecinha isso era a resolução de todos os problemas da humanidade e logo meus olhinhos brilharam por ter descoberto uma verdade em que eu achava que bastava isso e não teria mais problemas com ninguém.

Engano meu, pois cada um é responsável por suas ações e independente de como nós tratamos as pessoas, aquelas que são ruins e egoístas vão te tratar mal do mesmo jeito. Mas voltando a regrinha, eu me encantei com ela e levei como prática da vida. Todas as vezes eu meditava nessas palavras e sempre dei o meu melhor para cumprir a risca: “Trate os outros da mesma maneira que você quer ser tratada”. Por causa dessa frase até os dias de hoje eu procuro tratar todas as pessoas com educação, cordialidade e gentileza.

Até que um dia desses eu lendo minha Bíblia me deparo com o apóstolo Paulo dizendo em Atos 20:35, a regra de ouro:. Foi como se uma luz tivesse esclarecido que a minha vida inteira eu praticava algo bíblico e por isso na época saltou aos meus olhos como um tesouro achado e me encantei em praticar o quanto antes.

Ah se todos utilizassem essa regra de ouro. O mundo seria tão diferente. Seríamos tão mais recíprocos e teríamos tão mais comunhão uns com os outros. Praticaríamos os ensinamentos de Jesus e teríamos nossa vida muito mais parecida com a dele de forma global, pois ele nos ensinou primeiro a viver uma vida coerente com o que Deus nos criou para ser e viver. Pense antes de agir e faça para os outros somente aquilo que você gostaria que fizessem pra você.

“Mas, naquilo a que já chegamos, andemos segundo a mesma regra, e sintamos o mesmo.” Filipenses 3:16

Deus te abençoe grandemente!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s